sábado, 18 de janeiro de 2014

Revivendo sambas antológicos 26

Nessa onda confusa de Brasileirão e com os estaduais chegando, vamos entrar no clima do futebol e relembrar "Uma vez Flamengo". O enredo foi apresentado pela Estácio de Sá em 1995 para homenagear o centenário do Clube re Regatas Flamengo. O samba caiu nas graças da torcida e ganhou arquibancadas do Maracanã. A Estácio foi muito ovacionada, mas ficou com a quinta colocação voltando para as campeãs. Reviva comigo! (abaixo link com materia sobre os preparativos do desfile e seus melhores momentos)

O céu rasgou
Na noite que reluzia
Um show de estrelas
Brilhou nos olhos
De um novo dia
A poesia
Enfeitada de luar
Encantou o Estácio (ó paixão)
Paixão que arde sem parar

É mengo tengo
No meu quengo é só Flamengo
Uh! Tererê
Sou Flamengo até morrer

Seis jovens remadores
Fundam o grupo de regatas
Campeão o seu destino (ô)
É ganhar em terra e mar
Fazendo sol
Pode queimar, pode chover
Vou ver Fla-Flu
Fla-Vas vou ver
Diamante negro, Fio Maravilha
Domingos da Guia, Zizinho, Pavão
Gazela negra
Corre o tempo no olhar
Será que você lembra
Como eu lembro o mundial
Que o Zico foi buscar
Só amor
Na alegria e na dor (ô ô)
Parabéns dessa galera
Cem anos de primavera

Cobra coral
Papagaio vintém
Vesti rubro-negro
Não tem pra ninguém

MATÉRIA COM COMPACTO DO DESFILE AQUI


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

A menos de 50 dias do carnaval, torcedores curtem ansiedade

   
   Ano novo já chegou e com ele vem a contagem para o próximo carnaval. Nessa época do ano os torcedores ficam à flor da pele pois são liberadas fotos e vídeos de ensaios, fotos do andamento nos barracões, preços de ingressos (para quem vai assistir no sambódromo) e vinhetas com parte dos sambas.
   Com essa onda de revelações, nós torcedores ficamos apreensivos com relação ao tempo restante para que tudo se ajeite, debatemos com nossos amigos sambistas sobre as melodias dos sambas, criamos expectativas, arriscamos candidatas a título e ao cruel, mas inevitável, rebaixamento. Alguns mais eufóricos chegam até a discutir a favor de uma escola ou outra, de um samba ou outro.
   Cria-se um clima de decisão, de frio na barriga. Uma sensação de curiosidade que só será saciada em uma única noite e uma tarde de contagem de pontos. Depois de um ano longo, os amantes do carnaval poderão apreciar o trabalho de milhares de pessoas que fazem o espetáculo acontecer. Falta pouco, você também mal pode esperar?

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Portela e União da Ilha avançam rumo a 2015


   Ainda não passou o carnaval de 2014 e já tem escola pensando alto. A Portela anunciou depois de uma reunião entre o presidente Sérgio Procópio, seu vice Marcos Falcon e o presidente de honra Monarco que para o carnaval de 2015 será retratado os 450 anos da cidade do Rio de Janeiro.

   A União da Ilha do Governador também divulgou nota afirmando ter procurado Eduardo Paes a três meses para acertar os detalhes. O enfoque do enredo que será desenvolvido por Alex de Souza será definido logo após o carnaval de 2014.